quinta-feira, 21 de maio de 2015

Relacionamentos em tempos de Whatssap




   Existem muitas coisas que podem afetar um relacionamento, mas dos anos 2000 para cá elas se potencializaram (e muito!) com o surgimento das redes sociais. Mas, o que muda realmente dentro do cenário amoroso? Ou melhor: O que não deveria mudar?

Em 2004 surgiu o Orkut, site de relacionamento onde você podia comentar fotos, deixar recados ou escrever depoimentos para alguém, e outra característica bastante interessante do Orkut era a possibilidade de ver quem visualizou o seu perfil nos últimos dias ou semanas. Isso, de certa forma, acabava te deixando com dúvidas quando, por exemplo, uma amiga em comum do seu marido ou namorado havia clicado "em você", o que te fazia "clicar nela" e levantar a seguinte questão: "Quem é essa vaca?". Depois de fuçar toda a vida da dita cuja, desde as comunidades, depoimentos e scraps escritos há mais de um mês, você resolve dizer para ele que uma tal de Danizinha Love entrou no seu orkut e você percebeu que era uma amiga em comum dele, e pergunta ainda de onde eles se conhecem. Aí querida, começa uma DR.

    Mas o Orkut morreu, e foi assim que todos aderiram ao Facebook, aonde você tem a opção de marcar fotos, o status de relacionamento e até mesmo com quem; mas não dá para ver quais foram as últimas pessoas a visualizarem seu perfil, trouble. Então qualquer menina que curta as fotos do boy repetitivamente vira um sinal de alerta.  Depois de perceberem que essas redes sociais eram públicas demais criaram o WhatsApp, aplicativo de conversa semelhante ao falecido MSN mas que te traz a privacidade necessária para ter as conversas que quiser, inclusive enviando e recebendo fotos instantaneamente.

 Mas a verdade amiga, é que não importa a tecnologia que você utiliza ou mesmo se você utiliza todas elas pois há tempos mandávamos cartas, hoje em dia um clique é suficiente mas o respeito não deve mudar com os avanços tecnológicos. Então aqui vai uma dica para você que é comprometido e ainda assim mantém conversas com pessoas do sexo oposto mesmo sabendo que seu namorado ou namorada não gostaria: pare. Aprendi que nunca devemos fazer aos outros aquilo que não gostaríamos que nos fizessem, mas se alguém por acaso o fizer, não fique calado ou sem ação, procure expor o que pensa e se ainda assim não resolver, você pode escolher aceitar ou não ser desrespeitado dentro de seu próprio relacionamento. Mas acredite, nunca será a mesma coisa!

Cuidado com as redes sociais! Elas são extremamente úteis e divertidas, mas se não soubermos respeitar os limites acabamos presos numa rede de mentiras, o que por vezes a rede acaba sendo. Então mais uma vez, cuidado! Meça suas mensagens, parça.

#Ficadica


segunda-feira, 16 de março de 2015

Dias cinzas...

Há dias que tudo parece cinza e isso vai muito além do tempo chuvoso e nublado, talvez tenha mais a ver com algo interior que você não sabe explicar o que é mas continua te corroendo. Há momentos que tudo parece sem sentido e você já não sabe o que está fazendo, por quê está fazendo nem por que está vivendo...
Que sentimento é esse de impotência que nos abate de tempos em tempos levando embora a esperança e a felicidade? O que há de errado, afinal de contas?
Que insegurança estranha, que desconfiança exacerbada, que lábios secos... Que incoerência.
A questão é que há dias que tudo parece cinza, e mesmo quando o sol abre, a esperança não volta a sorrir.
Mas existem alguns dias que tudo parece cinza, e existem aqueles que não só parece, mas realmente é, como hoje,

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Is this love...

     "Saiba que você não deve se preocupar quando eu disser que não sonhei com você porque, na realidade, você já é um sonho".

Tipo... Casa comigo? 
Não sei (mesmo) como você tem a coragem de dizer que não é bom com as palavras! E eu que me considerada tão boa com elas e no momento em que vou me referir a você, ou dizer-te o quanto te amo, parece que elas fogem, simplesmente desaparecem (puff!). Ou será que, na verdade, mesmo todas as palavras virtuosas juntas não me parecem - e não são- suficientes para expressar o que sinto?
Não sei, não sei. O que eu sei é que a cada dia que passa eu te quero mais e, mesmo sabendo que não deveria, estou cada vez mais saudosa da sua presença e quando completa dois dias que não te vejo, para mim é como se fosse uma semana.Pessoas dizem, textos descrevem e pesquisas revelam: Envolver-se demais é se expor a riscos imensos. Mas como, me diz, como envolver-se 'de menos' quando se trata de um amor tão lindo?Mesmo sem querer, devemos considerar a possibilidade de que talvez, algum dia, quem sabe o nosso relacionamento acabe e nos deixe o coração partido, mas eu não acredito muito na frase "Acabou porque não deu certo", na verdade deu certo sim, pelo tempo que durou, então se talvez, algum dia, quem sabe o nosso relacionamento acabar não será porque não deu certo, apenas porque 'acabou'. Mas, possibilidades ruins à parte... Eu quero te dizer que hoje, meu gatito, você é o meu amor, e eu quero vivê-lo assumindo todos os riscos: desde ganhar uma desilusão amorosa grátis, até  me apaixonar cada dia mais e mais por você.Certa vez escrevi um texto sobre querer um amor inventado ao seu lado, sem seguir a regras ou protocolos pré-estabelecidos e hoje eu posso dizer que temos conseguido, a nosso modo, criar um jeito único de amar; um jeito meio bobo e meio tolo, mas como eu também cito em um outro texto "O amor embobece as pessoas que por ele são afetadas e estar temporariamente bobo não é nada mau; se não a melhor parte" - Então, que sejamos bobos apaixonado um pelo outro, amando a nossa maneira, vivendo o nosso amor. Ou como você diria: "o nosso amorrrrre".Te amo, gatito! *-*

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Sobre a rotina que não desgasta...





Pois é, eu jamais pensei que me cansaria disso tudo. Dessa vida, dessa rotina.. Mas aqui estou eu, cansada.
Quero fugir dessa mesmice, da chatice, dos dias iguais e nada de novo. Tudo de novo...
Oh céus, oh vida, oh azar! O que eu faço agora que já não tem nada para fazer?
A vida do ócio é boa, às vezes, mas na maioria dos dias eu termino de limpar a casa e lavar a roupa e fico assim, sem eira nem beira, apenas de bobeira.
Agora são exatamente 12:38. Eu tenho almoço pronto, casa limpa, roupa lavada, ''lição de casa" feita e Friends para assistir. Gente, eu adoro Friends! Mas chega...
Ás 13h começa Malhação no Canal Viva, que eu também adoro... Mas esse é, também, mais um 'chega' na minha vida. Eu preciso trabalhar, estagiar, ou seja lá o que for. Eu preciso sair de casa, aprender sobre a vida, pegar na massa, ônibus lotado e todo aquele trelêlê de uma vida adulta. É pedir demais?
Tem gente que diz que a morte fica assombrando... mas, nesse caso, a vida é que tá me assombrando bastante, eu quero vivê-la e não ficar apenas à sombra...
E pra finalizar, eu só quero deixar claro que estou insatisfeita. E eu sei que você já sabia.

sexta-feira, 27 de junho de 2014

O que me custa acreditar...




Ao som de: Mentiras -  https://www.youtube.com/watch?v=Dr2edr5twqI

O som está em último volume para tentar quebrar um pouco do silêncio que há em mim
Silêncio... Sem palavras. O que houve com elas? Onde foram parar? Tantas! Tantas palavras em forma de promessa. E o para sempre? "Sempre acaba..."
É, pode ser. Nada é para sempre. O que me custa acreditar...
Por que fazer promessas que não serão cumpridas? Que vergonha! Que vergonha de mim e de você, que vergonha do que um dia foi "nós".
Que merda! Por quê? Tudo tão difícil...
Não que algo na minha já tenha sido fácil, mas... De novo?
É a terceira ou quarta vez que eu digo que não vou mais criar expectativas, e eu volto a repetir o mesmo erro. Não sou deslexa, só idiota.
Eu acreditei em você, acreditei que poderia me fazer verdadeiramente feliz, acreditei que pudesse me trazer algum conforto ao coração... Não desconfortos  e lágrimas.
Eu queria que desse certo uma vez na vida. Eu queria acreditar de novo que o amor... 'o amor' pode curar as feridas e não criá-las. Mas eu não consigo... Não. Ele as cria, as conserva, até cicatriza mas no frio volta a doer.
Aquela noite, aqueles dias... eu e você, juntos, como se fosse para sempre. Mas não é, não foi e não será talvez...
O "talvez" talvez não devesse existir, ele machuca. A incerteza é a tristeza camuflada, querendo dizer apenas que nada é certo, que você não sabe de nada e nunca saberá.
Você se sente impotente diante de tudo, todas as situações as quais você pensava possuir controle...
 Auto-controle - um sonho de consumo. Eu nem mesmo consigo parar de comer quando me sinto estufada, imagina parar de amar quando me sinto rejeitada...
 Eu deveria fazer um regime... um regime de comida e um regime de você. Começo segunda! (só não sei qual...).

sábado, 24 de maio de 2014

Uma tal de "T.p.m."...

Hoje é um daqueles dias vazios em que eu penso em ligar para todo mundo mas na verdade não quero falar com ninguém... Sabe o que significa? É,  estou de TPM. Confusa, chateada, insatisfeita, mas feliz. Feliz? Não no momento, mas eu sou.
Hoje é um daqueles dias vazios, frios e chuvosos em que eu só tenho vontade de fazer duas coisas: deitar e dormir. Talvez assistir TV.  Um filme; comédia romântica, que provavelmente me fará chorar. Eu não sei o porquê do choro,  mas lembro que no mês passado chorei com o comercial de dia das mães da Renner. Esqueci de citar: frágil também.
Hoje é um daqueles dias vazios, frios, chuvosos e entediantes em que eu tenho vontade de me arrumar,  ficar bem linda e sair para passear, mas só de pensar já me dá um desânimo... Bom, talvez "bipolar" também se inclua na lista de adjetivos pré-menstruais.
Hoje é um daqueles dias vazios, frios, chuvosos,  entediantes e estressantes em que tudo parece normal demais e ao mesmo tempo tão triste que me irrita.  Como eu já disse... Confusa.
E o que é a TPM? Do ponto de vista científico é um estágio em que os hormônios estão em transição; o nível de estrógeno cai; o de progesterona aumenta; e todos os sentimentos ruins triplicam, não cientificamente falando, mas é exatamente isso o que acontece.
A TPM... Os piores 5 dias de um mês.  Se você me aturar nesses 5 dias, os 25 restantes serão "fichinha". E agora, por favor, me traz uma batata frita? TPM dá uma fome...

quarta-feira, 26 de março de 2014

Eu só quero escrever



Pensei em fazer várias coisas: ouvir música, jogar, mandar mensagens, conversar com alguém... Mas decidi que escrever é melhor. Mas escrever sobre o que? Sobre nada...  Hoje eu só quero escrever.
O ônibus vai andando e minha letra sai toda tremida... Horrível, aliás. Tudo bem, eu só quero escrever.
"Os passageiros sobem e descem, sobem e descem, sobem e descem"... Essa é a letra de uma musiquinha infantil que se adéqua bastante ao atual estado de trepidação do ônibus. Abrindo um pouco esse leque eu poderia falar sobre a total falta de consideração com o motorista que paga seus impostos para andar em uma pista devidamente asfaltada e não devidamente esburacada, como essa; mas não, prefiro fechar o leque. Hoje eu só quero escrever.
"Sinal vermelho! Parooou" (sim, essa é a segunda música infantil que eu cito - reclame com meus sobrinhos) 
Estou atrasada para a aula e parece que quando estamos atrasados todos os sinais fecham. Ou eles só fecham para dar passagem aos outros, mesmo. Mas bem na minha vez, poxa?! Tudo bem, já estou chegando, mais dois pontos e "voilà!" - do estilo "voa lá" mesmo! Estou mega atrasada.
"Desligue o BB, atente-se a educação dos seus filhos!" - Diz uma pichação de um muro, e olha que é verdade hein?! Mas também não vou entrar nessa questão. Hoje eu só quero escrever.
"É hora de dizer tchau" - esse é da minha época mesmo! 
Estou chegando e já satisfiz minha vontade. Afinal, eu só queria escrever...

sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

Entre uma pedalada e outra...





Andando de bicicleta ontem, ou melhor... Pedalando a bicicleta ontem no Parque Villa Lobos eu fiquei aterrorizada com as pessoas a minha volta (isso porque eu estava com medo de atropelá-las) mas, principalmente, com as crianças. Eu não sei o que se passa na cabeça dos pais para deixar seus filhos – pequenos – andando livremente pelo parque como se eles não pudessem ser atropelados a qualquer momento por uma moça que pedala mal, quase não tem equilíbrio e é totalmente apavorada – tanto que suas mãos tremem – com a ideia de passar perto de pessoas (imagine de crianças!).
Mas os piores são aqueles pais que querem ensinar o filho de 4 anos a andar de bicicleta. Hello... Eles não precisam disso!!! Eu, eu mesma, só aprendi a andar de bicicleta com 15 anos e ainda hoje acho muito perigoso (porque é!). E as crianças em carrinhos de passeio? Aaah... essas me apavoram, tanto quanto aqueles casais que levam os cachorros para passear. Por favor, fiquem em casa; isso tudo é muito perigoso para vocês! Parque, pessoas, bicicletas, pessoas com bicicleta, pedalando... Que perigo!!!
Eu não sei. É sério, eu não sei o que acontece com esses seres humanos – para quê expor-se ao perigo? Me diz!
Tudo bem que eu morro de medo de pedalar aonde há pessoas – o que não deixa de ser estranho pois, no mundo HÁ pessoas- e que eu tenho horror a crianças soltas pelo parque a ponto de serem atropeladas por uma ciclista desgovernada; mas esses caras, gente, eu sei lá...
Ou talvez, não haja nada de errado com eles e eles só queiram viver a vida (fora de uma bolha?  ) e o problema seja mesmo eu... pedalando.

E não soltem suas crianças no parque, há muitos ciclistas desgovernados por aí. E não me diga que eu sou a única!

domingo, 17 de novembro de 2013

Completamente Apaixofusa&Perdidamente Confusionada



Eu só queria uma caneta. Quem sabe para começar a escrever uma grande estória de amor, com você. É que está tudo bagunçado e eu preciso arrumar meu guarda-roupa e... a minha vida amorosa. Aí, quem sabe, eu acho uma caneta e posso começar a escrever com você e não para você como estou fazendo agora.
Eu tenho medo de mostrar o que sinto e ver que não, você não sente o mesmo. Não sei se você já passou por isso mas é terrível não ser correspondido, sabia?! (mais terrível ainda é forçar a correspondência, Amanda. - stop!)
Mas eu pintei as minhas unhas de vermelho; Será que você vai notar? Será que vai gostar?
É amedrontador que seus atos comecem a acontecer com um único intuito: Ser boa o suficiente. Ok, vamos lá, eu sou? - É, é mesmo amedrontador. (pára, mais amedrontadora ainda é essa palavra!)
Mas... e se eu não for? Pior ainda, e se você não for?
"Cê" sabe neah?! Às vezes - leia-se sempre- nós mulheres idealizamos um homem perfeito e refletimos naquele por quem estamos apaixonadas.
Mas calma, você só precisa ser 90% do que eu espero. E aparentemente, você está entre 85% e 95%, então... Don't worry, be happy (with me pleeeeeease).
Percebeu? Estou completamente apaixofusa e perdidamente confusionada, quer dizer...

terça-feira, 29 de outubro de 2013

AMOR E TOSSE



"Há duas coisas inevitáveis na vida: amor e tosse."

Quer dizer que amar é quase tão involuntário quanto tossir?
Eu diria que sim. É uma comparação um tanto quanto tosca mas totalmente real e coerente.
Quando você tem vontade de tossir mas está em pública e dá aquela pigarreada básica para tentar evitar e esconder a tosse, o que temos aí? Medo de amar - quer dizer, de tossir.
E quando você está doente e dói tossir; todo o seu corpo sente essa dor do tossir pois a doença se move em você, você sente seu corpo queimar e mal consegue tossir, mas ainda assim, tosse; pois é inevitável. Sofrido, mas preciso. O que é isso? Há quem diga que é gripe, mas não, isso é amor. Dos mais intensos e profundos, que você mal consegue expressa o que sente, mas sente e precisa externar de qualquer maneira, ainda que dolorosamente.
E quando você engasga e tosse, tosse, tosse sem parar até desengasgar aquilo que tem preso na garganta? - É o mesmo que acontece quando você ama alguém mas esse alguém não te corresponde da maneira esperada, então você se engasga com seu amor e precisa desengasgar para que ele possa ser ofertado a um outro alguém que te queira bem.
Precisamos tossir, precisamos amar. Todos tossimos, todos precisamos de algo - ou alguém- que nos permita tossir; que seja nosso remédio; que seja um copo d'água.
Um amor... que possa tossir conosco.
Um amante... que entenda nossas tosses.
Um amado... que as multiplique e possa ser ainda, o remédio e complemento delas quando necessário.
Amadores... afinal, somos todos amadores na inevitável ''tosse do amor''.

"Cada qual 'tosse' a seu modo. O modo pouco importa, o importante é tossir."

(Nossa, deixa a indústria farmacêutica saber dessas tosses constantes :P) 

sábado, 19 de outubro de 2013

Escrever é uma arte, Depender da inspiração não faz parte




Vamos lá! Esse é só um texto que demonstra o quanto é difícil escrever. Mas é claro que não vou demonstrar da pior maneira possível: escrevendo dificultosamente (que palavra difícil!).
A arte de escrever é mesmo difícil, um tanto quanto! Mas o contraditório é que para muitos a escrita torna as coisas mais fáceis, pois a partir do momento que transferimos nossos sentimentos ao papel eles se transformam em algo concreto que, independente de ser belo ou não é seu; é aquilo que você sente; é aquilo que você externa. E ao liberar e escrever seus sentimentos você vê as coisas, os problemas e (quem sabe até) a vida de uma maneira mais fácil; e ainda que não seja a escrita nos eleva a um nível aonde os problemas parecem minúsculos diante das palavras, simplesmente.
-Opa! Espera aí... Não era para dizer o quanto é difícil escrever? – Ops!
O mais irônico é que por mais libertador que seja escrever, há momentos (longos, às vezes) em que nos sentimos presos na própria escrita – e por que será? – Talvez porque o tema abordado não é bem aquele sobre o qual gostaríamos de falar, porém precisamos ter em mente que a partir do momento que escolhemos essa profissão (sim, porque jornalistas são essencialmente escritores) nós passamos a um estágio profissional, de fato. E quando o assunto é seu emprego... “O negócio é mais ‘abaixo’” – leia-se abaixo das condições impostas pelo seu editor-chefe- e, portanto, você precisa escrever e escrever bem.

Mas o que fazer quando não temos inspiração? – Essa é uma ótima pergunta (embora digam que ótimas perguntas não possuem resposta) – Existem vários métodos para escrever bem e chamar a atenção do seu leitor pela sua desenvoltura e real domínio não só da língua, mas do próprio texto; porque você possui conhecimento, entendimento e coerência. Mas não se engane porque “ninguém escreve como um deus se não sofrer como um cão”.

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Quanto tempo dura o tempo?



Eu sempre quis escrever um texto sobre o tempo mas eu nunca soube o que ele significava exatamente para mim (assim como ainda não sei). Mas hoje eu vi que medi-lo em horas, minutos e segundos é simplesmente inútil, pois o tempo é relativo.
Vamos pensar juntos: "Quanto tempo" dura 1 hora?
-Para quem espera seu amado chegar;
-Para quem espera que seu amado não vá embora.
Para uma, muito tempo. Para a outra, muito pouco. O tempo passa conforme nossa situação, acredito eu.
Ainda há aqueles que esperam pela segunda feira para começar o regime, os que esperam o próximo pagamento no começo de mês para arrumar o vazamento e os que esperam a virada do ano para mudar de vida... Que ilusão!
O tempo é uma ilusão.
O tempo também é dor. Afinal, como dói esperar alguém que se foi de viagem deixando saudade, não é mesmo?!
Mas por outro lado... O tempo também é remédio. E bem parecido com nosso famoso e ardido Mertiolate, que tem o "poder" de cicatrizar; e por vezes, age da mesma forma: arde um pouco no começo, é um processo doloroso, mas depois que cicatriza, óh... tinindo!
Ah, o tempo! O tempo... O tempo? O tempo.
Por quanto tempo se espera meia hora no ponto de ônibus? Depois desse "breve" texto, treze minutos.

terça-feira, 13 de agosto de 2013

Romancear



Não sei se só eu que sofro desse problema mas eu tenho uma criatividade extremamente aguçada. Quando eu vejo um homem bonito ou não necessariamente bonito mas que me chame atenção por possuir alguma característica, eu penso que se um de nós dirigisse a palavra um ao outro poderia surgir um diálogo; e então surgiria um interesse; logo depois um namoro e quem sabe um dia pudéssemos viajar juntos e apreciar a beleza do mundo assistida do ponto mais alto do amor.
Eu sei, eu sei que não é normal. Mas é algo involuntário, que eu não posso evitar com uma simples repreensão para mim mesma: "Pára Amanda! É assim tão difícil deixar de procurar o amor da sua vida em cada olhar com o qual seu olhar cruza?" - Sim, é muito difícil! Mas eu vou tentar de novo e muito provavelmente fracassar mais uma vez.
É que sabe... É difícil abandonar uma arte que hoje em dia é tão rara e por vezes ignorada: A arte de romancear!

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Amor perdido II





Escrevo agora numa folha já usada; já pensada; já escrita. Há uma certa semelhança com a nossa relação: ambas já haviam sido pensadas. Mas mesmo pensada nós "resolvemos" deixar acontecer, o que nesse caso, significa deixar-se envolver. Como eu mesma disse, estava evitando qualquer tipo de aproximação pois sabia que seria "demais", e no final das contas  esse demais tornou-se negativo, porque foi mais do que poderíamos suportar naquele momento e naquelas condições. Nós não soubemos lidar com algo tão grande e avassalador e a situação acabou fugindo do nosso controle; do meu, ao menos. Eu, que gosto de coisas bem resolvidas... Me aventurando em algo tão incerto e imprevisível; que terrível!
Estou pensativa nesses últimos dias e olha só, faz menos de 1 semana, mas parece 1 ano. Eu ainda tenho guardada em mim a sua declaração de amor. Queria poder tirá-la do plano, ou melhor, nunca tê-la ouvido, porque tirar do plano eu não posso, isso cabe somente a você.
Eu realmente não consigo te odiar, por mais razões que eu tenha... Eu até fico enraivecida às vezes, mas comigo mesma; por ter me entregado tão completamente a um sentimento que eu já sabia que se transformaria em mais uma decepção.
Eu só acho que no seu ímpeto de me fazer feliz tudo o que você conseguiu foi me fazer sofrer. Mas eu não te culpo, não te culparei. Fui eu. É, fui eu. Eu aceitei o seu contato, te dei espaço na minha vida, no meu coração. Você só foi aceitando esses lugares e ocupando-os como se eles sempre tivessem sido seus e tem horas que eu penso que sempre foram mesmo, que eles estiveram te esperando durante todo esse tempo e que quando você chegou eles te reconheceram como o único capaz de ocupá-los. Faz bastante sentido, eu acho.
Mas, o meu coração não é a questão. A questão é o seu coração. E que questão mais difícil de se responder, de se entender. Na verdade, ela já foi respondida quando nos despedimos, sou eu que me nego a aceitar os fatos. No último sábado, nessa mesma hora eu estava pensando em você, o que não mudou. A diferença é que eu sabia que falaria com você logo em seguida; e hoje, eu não sei nem se voltarei a falar com você em toda minha vida.
Hoje, eu mesmo inteira sou só a metade de mim,
Porque a minha outra metade já não está aqui.
Está por aí tentando se encaixar à vida e costumes de um outro alguém,
E não me impressionaria que a este caia bem.
Porém, há algo que nunca poderemos mudar:
Somos complementares; iguais e diferentes
De um jeito que só a gente entende.

E antes disso, há algo que nunca poderemos esquecer: Nós. Que acabaram em laços... Que agora mais do que nunca, precisam ser desfeitos, porém nunca, jamais esquecidos.

Você sempre será um pedaço de mim
Eu serei sempre um pedaço de você
Mas se é pra ser assim
Então, vai ser!

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Amor perdido



Ao som de : Only love can break your heart
Desde ontem eu não parei de pensar no que aconteceu, mas por falta de coragem eu não quis/consegui registrar antes. Para piorar eu ainda assisti a um episódio de "Tapas&Beijos", que foi realmente muito triste; e a trilha sonora? Roberto Carlos: "Não adianta nem tentar/ Me esquecer/ Durante muito tempo em sua vida/ Eu vou viver" - É, você vai mesmo! Dizer adeus não é nada fácil, ainda mais para quem a gente ama; mas foi necessário e foi melhor assim.
No fundo, eu esperava que mesmo numa tentativa rejeitada você me ligasse dizendo que não consegue, não pode e nem quer viver sem mim, mas isso não aconteceu porque ninguém morre de amor, assim como ninguém vive dele; aqui é a vida real, real e cruel.
Nós tratamos o amor como algo mega extraordinário mas ele sempre acaba sendo apenas mais um acontecimento, que quase nunca chega para ficar; e que quando vai embora leva consigo toda a esperança de sorrisos felizes numa tarde de domingo qualquer.
E eu... perdi ele de novo.

quinta-feira, 25 de julho de 2013

Um até breve...

Eu gosto mesmo de você
E talvez eu nunca consiga te esquecer
Mas acho que eu não sou capaz
De aceitar que não ficaremos juntos jamais

Você mora longe de mim, eu longe de você. Ambos temos nossas vidas; família, estudos, trabalho. E eu acho que isso é um equívoco, que nos conhecemos numa sala de bate-papo porque era esse nosso objetivo: conhecer alguém. E acabamos nos encontrando, como se estivéssemos procurando um ao outro... Duas crianças aprendendo a amar! O único inconveniente era a distância... Era? Ainda é!
Queria tanto ser normal, conhecer alguém real. Mas a culpa é toda minha porque eu sempre me interesso por alguém "errado", como se houvesse alguém certo...Qual a esperança então? Digo, por que esperar por algo que nunca vem, por alguém que nunca vai trazer esse "algo" ? Por que "viver" a vida toda a espera de alguém que venha ocupar esse espaço vazio em nossos corações? Quem nos ensinou isso? E quem ensinou isso à esse pobre coitado?
É tão frustrante esperar por alguém que no fundo, no fundo, a gente sabe que nunca vai chegar... Quando eu disse que queria ser sua amiga eu não pensei que seria tão difícil... Ou eu menti a mim mesma (que vergonha!) porque eu sabia que não quero ser só sua amiga, porque eu sempre quis ter você como namorado. Que ridículo!
É deprimente aceitar essas condições/situações... É mais do que ÓBVIO que eu estou apaixonada. E não adianta dizer que você me ama, pois eu tenho certeza que sim, mas não como você pensa que ama, ou como eu gostaria que amasse. Seu coração bate mais forte por outra, e bem ou mal eu tenho que aceitar isso.
Não vou fugir de novo, seria muita covardia e isso não é uma qualidade. Mas a verdade é que eu estou morrendo por dentro porque tudo nunca passou/não vai passar de palavras; e ainda que elas sejam importantes, não são suficientes. Retiro o que disse eu não "estou morrendo por dentro", estou matando; matando aquilo que eu sinto, negando que eu sinto porque é uma ilusão... Uma ilusão tão boa! Tão boba!
Pra mim ficou tão claro que você a ama e eu não preciso te dizer isso, não. Você sabe, e foi por isso que você passou os últimos dois anos com ela e é por isso que você luta para passar nem que seja mais duas horas... Porque você a ama. Você a ama de uma maneira que você nunca vai me amar, de uma maneira que eu nunca vou poder cobrar.
As lágrimas vão descendo e são a única coisa quente que toca o meu rosto. Tudo é frio. E entre nós sempre será. Dói, dói muito...
Não quero me afastar mas mal consigo aguentar. Somos amigos,eu só não sei até quando....

domingo, 21 de julho de 2013

Tristemente...

O pior é que não me vejo sendo feliz ao lado de ninguém, porque todos os homens pelos quais eu me interesso parecem interessar-se instantaneamente por uma outra pessoa. Será que é maldição? Pode até não ser MALdição, mas é muito MAL!
Sério... eu fico frustrada ao saber que NINGUÉM corresponde às minhas expectativas, e quando eu tento deixá-las de lado e tão somente entregar-me, eles fogem, escorregam igual quiabo, sabe?! 
Ah, e sem contar aqueles amores que eu chamo de "possibilidades impossíveis" por se tratar de pessoas que moram longe e que muito provavelmente eu nunca vou conhecer, então... São "impossibilidades" na verdade, mas eu prefiro tratar como uma "possibilidade impossível", é menos doloroso.
E então eu resolvo tentar algo novo, "pegar sem se apegar" ... Mas então percebo que isso também não é pra mim.
Aliás, o que é pra mim? Viver sozinha o resto da vida? Dedicar-me sempre à família, aos estudos e muito em breve ao trabalho? Sentir-se solitária por não ter ninguém para amar, pra me amar? 
O que é que o futuro me reserva? SE é que ele reserva algo... 
Oh my God! Help me... :/

sexta-feira, 12 de julho de 2013

Felicidade!

Acho que eu tinha me esquecido como ser feliz. Não que haja um manual de instruções para isso, mas eu pretendo escrever um (brincadeirinha!). Eu verdadeiramente estava precisando de um pouco de... de um pouco disso! Reunião de amigos, risadas, estar bonita (e me sentir bonita, principalmente).
Parece que eu recuperei a capacidade de me divertir; de dançar; de sentir-se bem comigo e com os outros. Talvez essa capacidade não devesse ser uma opção "Ops, vou ligar a felicidade e deixa a tristeza em stand by". DEVEMOS ser felizes, porque afinal de contas, ninguém vai fazer isso por nós, não mesmo.
Meu corpo lembrou como é dançar, sacudir o esqueleto, mexer e "remexer muito". Essa nossa capacidade é a mais linda que há, inegavelmente. Olhar-se no espelho e ver um ótimo reflexo, reflexo esse que vem mais de dentro do que de fora. Quando o seu sorriso vem carregado de alegria ele é muito mais brilhante ( ainda que eu precise de um clareamento).
Rir de piadas antigas; divertir-se com velhos amigos; ouvir música no fone de ouvido e dançar, dançar, dançar sem se cansar no meio da cozinha parecendo uma "doidinha"... Isso me faz verdadeiramente realizada.
Não é admissível deixar que a correria do dia-a-dia leve embora meu sorriso. Então que todos os dias sejam fim de semana, que mesmo na chuva eu possa fazer brilhar uma luz em mim, que mesmo em meio às dificuldades eu consiga escapar e sorrir com veracidade.
E que... Assim seja!

:D ( very happy!)

terça-feira, 25 de junho de 2013

"Tente outra veez..."

Eu disse que escreveria um texto pra você, não disse? E aqui estou eu... Demorei, eu sei. Mas estou cumprindo; não como uma obrigação, mas como uma necessidade.
Se você andar numa corda bamba não olhe para baixo.Seu medo pode aumentar e você pode cair.Mas não é isso que eu quero dizer. Pra ser sincera não sei o que dizer mas preciso falar...
A única certeza que nós temos na vida é de que vamos morrer; e só. Quantas vezes temos tanta certeza e convicção de que aquilo é a coisa certa a se fazer e depois vemos que não é? O que estou tentando fazer com que você entenda é exatamente isso: A vida é uma tentativa! Feita de altos e baixos, mas mais do que isso, as tentativas e respectivas conquistas ou frustrações acabam por definir quem você é; pela maneira com que você lida com elas. Pode ter certeza de que a maioria das tentativas vão se transformar em decepções ( a não ser que você tenha muita, muita sorte). Mas não é por isso que você vai deixar de tentar neah?!
Tentar é viver e se você deixa de tentar, adeus! Ninguém vai tentar por você. Mas o bom é que se você conseguir o mérito é todo seu. (sabia disso?)
O medo não pode prevalecer sobre suas tentativas. E que papo de auto- proteção é esse? Tudo bem, é válido.Mas proteger-se do que? Do mundo? Cara, tarde demais. Desde que você nasceu você faz parte dele; e querendo ou não ele também faz parte de você.
Quanto ao "love hurts", como hurts! Mas ele também pode valer a pena cada segundo. Você não precisa calcular qual é a porcentagem que tem de dar certo, não é bem assim... Apenas, sinta!
E quando eu falo em amor não me refiro a nossa relação, ok?! Não sou tão otimista a ponto de pensar que você se deslocaria da sua cidade para "tentar". Me refiro a você mesmo. Não seja mais um ser solitário quando há tantos outros seres solitários procurando por companhia. O inverno chegou; cobertores são eficazes; mas e seu coração, quem vai aquecer?
Entregue-se. Sinta. TENTE!
E se não der certo, beleza! Pelo menos você não vai poder dizer que não 'tentou'...
Eu adoro você, e só quero te ver feliz.

domingo, 16 de junho de 2013

sábado, 8 de junho de 2013

Às vezes eu me pergunto :





"Aonde fica esse tal lado bom da vida" ?
E concluo logo em seguida ...
Que lado bom mesmo é não ter lado ruim
Mas quanto mais eu desejo
Menos tenho pra mim.

Sonhos fazem parte,
Eu bem sei
Mas sonhar talvez seja bom só na arte
Então para quê que eu sonharei?

Sabe...
"A vida é assim mesmo"
Não é não.
Mas... Aguenta coração!

E se você pensa que minha vida é fácil
(Uuuh) Não se engane!
É mais difícil do que driblar o Zidane.

Mas se pensa que não é tão difícil assim...
Mais uma vez se enganou.
Poucas pessoas passam pelo que eu passo,
E poucas pessoas são o que sou.



quarta-feira, 8 de maio de 2013

16 ou 18...tanto faz. Brasil, eu quero mais!





Créditos de imagem: F.H. Canata - blog Escritos Desvairados (www.fhcanata.blogspot.com)
A grande polêmica sobre a redução da maioridade penal vem atormentando muitos brasileiros,que veem nessa decisão a melhor saída para a diminuição de homicídios,latrocínios e afins.
Em São Paulo,93% da população apoia a redução da maioridade penal para 16 anos de idade.Mas por que será que os 7% restantes discordam dessa medida?
Enquanto cidadã de uma grande metrópole,posso dizer que a redução da maioridade penal seria eficaz num primeiro momento,mas s não houver uma grande revolução jamais haverá evolução.Se não analisarmos,estudarmos e pensarmos sobre o poquê de estarmos como estamos, no que diz respeito a criminalidade,reduzir a maioridade penal de nada adiantará.
O que quero dizer é o que no fundo a maioria das pessoas pensam,mas que por ser mais fácil simplesmente diminuir a idade para pagar pelo crime cometido acabam omitindo e deixando para lá,porque discutir a respeito é cansativo demais.Retomando, o que quero dizer é que devemos pensar e analisar criticamente os fatos e não tão somente permitir e ser conivente com a decisão do governo,que sempre foi falho; e é importante ressaltar que é por ele mesmo que estamos dessa maneira.
Não deixemos toda a culpa para o governo,pois é tão fácil quando deixar toda a responsabilidade,quando sabemos que qualquer decisão afetará diretamente nossas vidas e mudará radicalmente nossa realidade.Todos sabemos que nosso regime político é democrático,mas que na prática não é bem assim que acontece;ainda assim,é nosso papel fazer com que a democracia deixe de ser apenas teoria e comece a acontecer.Não esperemos que nossos ilustres governantes implorem por uma manifestação da população.
A questão é : "Qual o motivo de tudo isso?"
Primeiramente devemos pensar na razão pela qual tantos jovens se envolvem no mundo do crime e por que esse número só cresce.Nas favelas e periferias nos deparamos com uma série de coisas ilícitas.Não estou dizendo que esse tipo de comércio não existe em bairros "nobres",é claro que há,mas todos sabemos que nas favelas os números disparam no que diz respeito a criminalidade.O porquê é evidente: os jovens que lá residem acabam por não ter oportunidade de estudar,ou até mesmo o interesse;mas não há ainda nenhum outro tipo de distração para esses jovens.
O tempo ocioso faz com que eles busquem algo que seja útil.Então por que não descolar uma grana entregando algumas "encomendas" ? - "Não estou fazendo nada mesmo...". Oferecer oficinas de artesanato,aulas de dança,cursos ou qualquer outra coisa que tire esses jovens das ruas,que não os deixe ao alcance dos criminosos,que não permita/admita que eles se envolvam com esse "tipo de gente" é a melhor saída.Dessa forma,poderemos obter mais êxito nessa luta contra criminalidade juvenil e impedir que sejam formados criminosos,de fato.
A redução da maioridade penal servirá por hora,mas necessitamos de uma reforma geral para chegar aonde queremos .Não é uma coisa ou outra;as duas medidas,se adotadas juntas,melhorarão significativamente a qualidade de vida dos jovens brasileiros.Acreditemos,então,que nós podemos sim extinguir as Fundações Casa,que hoje já são tantas;acreditemos em mais,acreditemos que podemos reduzir o número de presídios que existem e que no mesmo lugar dos mesmos,contruíremos centros de cultura e lazer para os mesmos jovens que estariam internados numa F.E.B.E.M. caso não tivéssemos tomado a decisão certa a tempo.
Vamos acreditar num Brasil melhor,mas primeiro,vamos fazer algo para que isso deixe de ser apenas uma utopia.Então nós decidimos:
18 ou 16...Tanto faz. Brasil,eu quero mais!

sexta-feira, 22 de março de 2013

Mais um dia da água...



Se utilizarmos desse bem natural de maneira adequada não nos faltará tão cedo.Portanto,vamos preservar o Meio Ambiente e a nossa vida...Economize água ;
Feche a torneira e abra sua mente!

domingo, 24 de fevereiro de 2013

Sei lá...


Ao mesmo tempo que quero escrever sobre meus sentimentos não sei como descrevê-los,ou até mesmo definí-los.
Há uma eterna luta entre mim e mim mesma : A razão e a emoção discutem alto dentro do meu coração.
"Amar é sofrer" - verdade!
Mas será mesmo que o amor dói mais do que a falta dele?
Será melhor ter com quem dividir seu sentimentos -sejam eles bons ou ruins - ou será melhor guardá-los dentro de você?
Será ruim ter com quem passar a tarde dividindo alegrias e rindo à beça com coisas banais?
Será?
Mas como... Como eu - alguém tão indiferente a este tipo de coisa,tão racional e resolvida,tão avessa a essa ideia de amor/amar - poderia se importar em sentir qualquer um desses sentimentos?
Acontece que me sinto sozinha,desprezada,mal amada e infeliz na área amorosa;porque eu verdadeiramente o sou,infelizmente.
E o que eu posso ou poderia fazer?
Nada!
Que culpa tenho eu se todos aqueles pelos quais eu me interesso preferem a garota que vem sucessiva a mim?
Deveria eu mudar? Ou esperar que me enxerguem/aceitem como eu sou e me amem exatamente por isso?
Estou confusa...E enquanto assisto a filmes românticos deixo cair em meu rosto uma lágrima,sim,uma lágrima;por saber que finais felizes só existem na ficção e mais ainda por saber que eu nem mesmo comecei algo para terminá-lo.
Que pretensão a minha em querer um final feliz sem ter ao menos um começo.


sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Vida,aí vou eu!

Eu estava prestes á dormir e até mesmo com sono,mas os pensamentos não me permitem fechar os olhos.E quando eu não consigo dormir,só o que me faz sentir bem é escrever...


Sinceramente,há um bom tempo eu não escrevo algo bom,algo feliz,ou até mesmo algo(risos).
Meus últimos textos foram um pouco negros,tanto quanto os meus dias;mas agora eu já consigo enxergar a luz no fim do túnel,ou melhor,no decorrer dele,pois ninguém se guia na escuridão.
Minha vida está mudando e eu finalmente vou realizar um sonho: entrar para a faculdade(com 50% de desconto,o que é melhor;risos) e para o curso que eu sempre quis,Jornalismo.E isso é algo não só bom,mas ótimo,maravilhoso e realizador.Pretendo também começar a trabalhar e assim arcar com minhas despesas,sem depender de ninguém.
Sinto que tudo está em profunda transformação na minha vida,e mais do que isso,em mim.Com todas essas mudanças eu poderei ver a vida de uma maneira diferente,o que me fará crescer não só profissionalmente,mas também como pessoa.
Final ou inicialmente,posso dizer com vigor que esse é não só um ano novo,mas uma vida nova...que no fundo não precisa ser contada em dias,mas sim vivida como se cada um deles fosse o último.
Não será fácil,eu já sei,mas a vida é feita também das adversidades e do modo como lidamos com elas.Além do que,o que vem fácil,também vai fácil;e isso não,isso eu quero que permaneça.
Então "problemas",ouviram? capitaram?
Pode vir...Vem...Mas vem quente,que eu estou fervendo! hahahaha
Vidaaaaaaaaaaa,lá vou eu! (Uuuuuuhuuuuuuuu)

:D

                                                 MUUUUUUITO FELIZ!

domingo, 30 de dezembro de 2012

Feliz ano velho!

"Feliz Natal " , "Feliz ano novo" - Frases que nós cansamos de ouvir quando o fim do ano se aproxima;porém,paramos para pensar no valor que elas têm ou o que elas significam?
Natal significa nascimento,o que se refere ao nascimento de Jesus Cristo neste caso,mas não só a esse nascimento.
É tempo de nascer de novo! Em um ano novo que seja realmente feliz,para que possamos viver melhor com as pessoas que amamos.
Presentes são muitos bem-vindos sim,mas antes e mais importante é estar junto da nossa família,das pessoas que amamos;comemorando mais um ano que vivemos juntos,e mais um ano que viveremos.
Nesse novo ano,que nós possamos conhecer coisas novas,com novos amigos,em novos lugares,novas descobertas e que tudo isso,mais que nada,possa nos trazer novas felicidades;então assim,no próximo Reveillon,possamos dizer que foi um feliz ano velho.
E que tenhamos todos um FELICÍSSIMO ANO NOVO (NOVINHO EM FOLHA!) !

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Relação homem-natureza




Desde sempre o ser-humano se acha superior aos demais seres vivos por sua capacidade intelectual;foi dessa maneira que surgiu o Antropocentrismo,que significa o homem no centro do mundo,fazendo com que tudo e todos girassem a seu redor e a seu favor.

"A profanação da natureza e a civilização de si mesmo vão juntas. Ambas se rebelam contra os elementos. A primeira, porquanto ousa penetrar neles e violentar suas criaturas; a segunda, por quanto no refúgio da cidade e suas leis erige um enclave contra eles. O homem é o criador de sua vida como vida humana. Submete as circunstâncias à sua vontade e necessidades e, exceto ante a morte, nunca se encontra inerme"

O homem não mede consequências quando o seu bem-estar está em jogo;por um simples motivo : egoísmo . O ser humano é egoísta por natureza,quando se vê diante de uma decisão que beneficia a ele e prejudica aos demais,ele certamente optará pelo que o beneficia,não se importando,de maneira alguma,com os que o cercam.

É então,que entra o respeito a natureza,a preservação do meio ambiente; que o homem não respeita,tampouco preserva.Nossos rios são poluídos,nosso oxigênio foi afetado e o nosso planeta já está em estado de alerta,devido ao aquecimento global,que é provocado pela grande emissão de dióxido de carbono (dentre outros gases poluentes),que afeta a atmosfera e consequentemente,aumenta o efeito estufa.

"De acordo com Grün (1996), a  ética antropocêntrica é uma das 
principais responsáveis  por essa degradação. Nela, os seres humanos se 
colocam como o centro do mundo; são capazes de dominar a natureza, 
utilizando-a da forma que julgarem conveniente para os seus interesses"

Mas há muito tempo atrás a destruição do Meio Ambiente não era tão praticada,nem tão conhecida,e menos ainda,aceita.O ser humano não pensou nos resultados de suas ações,nem se lembrou do sábio Newton que dizia que "toda ação tem uma reação" ;e foi desse jeito que nós conseguimos concluir o que eles começaram,agora estamos assistindo de perto à destruição da natureza/da nossa vida também.Sim,da nossa vida já que o ar que respiramos é constituído fundamentalmente de oxigênio,que se encontra nas árvores,as mesmas que derrubamos para construir prédios.E a base da nossa vida se encontra na água;a mesma que desperdiçamos e está poluída nos rios da nossa cidade.

A grande emissão de CO² se dá através da acelerada produção das industrias;que produzem cada vez mais;pois a ambição do ser humano é grande demais.E é essa busca desenfreada por mais e mais que nos prejudica.Essa sede de poder que não pode ser matada com um simples copo d´água,e assim,eles vão poluindo os rios.Esse aroma de dinheiro que não pode ser substituída por um ar mais limpo,e dessa maneira,eles não se importam com a emissão de gases poluentes.


"Assim sendo,o homem se retira da natureza,transformando-a em seu objeto de estudo.Como aponta o Grun (1996) , "O processo de objetificação implica simultaneamente domínio,posse,mas também perda,afastamento da natureza." 

É nessa via de mão dupla que passa o carro do poder e do capitalismo e também o da natureza e da vida;;eles têm percorrido quilômetros e estão indo um de encontro ao outro.Poderiam dividir o mesmo espaço;mas o poder quis ostentar e veio de Hilux. Qual deles sairá mais destruído?




quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Não tenho inspiração para escrever,tenho vontade;mas escrever o que quando não se encontra palavras para descrever o que se sente?
Eu já não sei o que pensar...O que fazer,como fazer...Mas para quê fazer,e por quê?
Não é TPM!Não são apenas dias ruins! Vai além da minha capacidade de compreensão entender o que está acontecendo dentro de mim.E tendo miopia fica ainda mais difícil enxergar a causa disso.
Antes eu tinha motivos,mas agora os motivos se foram e só me restam as mágoas.
Eu choro e não sei o porquê;mas quando sorrio o motivo é esconder as lágrimas.Ninguém se importa verdadeiramente comigo,se importam com o que eu posso fazer em prol deles quando estou bem,simplesmente.
E não há conclusão de texto,já que a autora não chegou a nenhuma.Acabou.

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Amor,sonhado amor!



Tenho conhecido rapazes,cada um deles com características diferentes.Há traços da personalidade de um que me agradam (e muito);como também há algumas outras que  me irritam bastante.
O que é fácil de entender,difícil de aceitar e improvável que eu deixe de procurar é a perfeição,pois mesmo sabendo que não há uma pessoa sequer que seja perfeita nesse mundo,eu tenho esperança de que eu hei de encontrar aquele que me faça sentir que estou perto da perfeição;ou ao menos,me faça sentir que estou voando,mesmo estando com os pés no chão.
Eu almejo isso desde que comecei a pensar em amor.Alguém que possa estar do meu lado compartilhando dos momentos bons e me dando conforto nos momentos difíceis.
Alguém que possa criar um mundo junto comigo;de brincadeiras,sonhos,frases repetidas,planos...nossos códigos que seriam compreendidos apenas por nós,e que inevitavelmente só nós acharíamos graça.Porque o amor "embobece" as pessoas que por ele são afetadas;e estar temporariamente bobo não é nada mau;se não a melhor parte.
E quando eu estiver realizando uma ação corriqueira da minha rotina diária,perceberei um sorriso que se forma naturalmente em meu rosto;por algo que meu amor me disse e eu não esqueci,por algo que ele fez,ou simplesmente por estar com ele;e ter convicção de que ele também está comigo.
Não apenas estar junto para que o sentimento apareça,mas que estando longe ele seja ainda mais evidente e se confirme,como já havia acontecido várias vezes antes...
O sentimento se renovando e se fortalecendo a cada batimento do meu coração,a cada passo que dou e por fim,até a molécula de oxigênio que me mantém viva e respirando...
Mas o que me daria ânimo para levar a vida adiante,seria o amor que sentiríamos um pelo outro - o fundamento,a base e o motivo de tudo...
Amor,sonhado amor!

domingo, 9 de setembro de 2012

Eu queria - Momentos






Eu queria me afogar (em meus pensamentos hoje em dia)
Eu queria me jogar da ponte (se fosse para encontrar a fonte da alegria)
Eu queria cortar os pulsos (assim quem sabe desse um impulso)
Eu queria sair dessa realidade (mas para isso é preciso ter coragem)
Eu queria me encontrar (mas para isso é necessário se perder)
Eu queria aprender a amar( mas como amar quando ninguém ama você?)
Eu queria entender a lei do "tudo que vai volta" (quem sabe assim me desse menos revolta)
Eu queria gritar,xingar,esganar (queria ter garra para minhas vontades realizar)
Eu queria mudar minha vida (nascer de novo,melhor)

Mas antes queria saber como seria (por que e se fosse pior?)
Eu sei que problemas todos têm (mas que eu tenho mais que todos sei também)
Eu nunca gostei de drama (nem de exagero)
Mas tem certos momentos que a tristeza chama (e nos leva ao desespero)
Eu não sou assim todos os dias (acredite em mim)
Eu sempre procuro pela alegria(mas às vezes acabo assim)
Agora que acabaram as rimas (É chegado o fim) .

quarta-feira, 8 de agosto de 2012



Sempre assim neah?!
Nada muda,quase nunca muda.A gente fica aqui...olha pra um lado,olho pro outro;olha para o celular e nada de tocar.
Mas,por quê?
Eles sempre dizem que vão ligar e não ligam.O pior não é nem isso,neah?! O pior é que nós mulheres sempre acreditamos.
Mas não vou mais esperar por uma ligação,nem qualquer tipo de procura.Quem quer ligar,liga.Quem quer mandar mensagem,manda - manda carta,telegrama,ou até sinal de fogo.Quem se importa,se importa; e quem não se importa já não me importa.
Se quiser estar comigo,terá que provar com atitudes;Pois as palavras,apesar de muito importantes,acabam nos faltando quando o que sentimos é tão forte que se torna indiscritível - e se for menos que isso,não me interessa.

terça-feira, 24 de julho de 2012

AMOR - MAIS RARO QUE AMOLITE



O amor é todo rosa... 
Mas a cor rosa provém de muitas e muitas outras cores juntas.
Vermelho + Branco = Rosa
Mas para formar o vermelho: roxo+azul
Para formar o roxo: vermelho+azul
Para formar o azul : azul ftalocianina+branco ... E assim sucessivamente,até que se chegue ao fundamento das cores,que gerou uma,outra,mais uma,mais outra e assim,chegou até o rosa.
Assim como tudo,as cores não agem sozinhas.Elas são uma mistura,se baseiam sempre em outra cor.
O amor também tem de se basear em algo antes de se transformar em amor.
Você ama alguém baseado na admiração que sente por essa pessoa.
Ama baseado no respeito que sente por aquela pessoa,pois é uma pessoa digna de respeito.
Ama baseado na confiança que aquela pessoa te inspira.
Ama baseado na segurança que ela te passa.
Ama baseado no amor que fundamenta-se de todos os sentimentos em um só.
A gente acha que ama também,ou até mesmo ama,por um tempo que se finda...Mas há quem diga que se é amor,não acaba;
Eu não sei bem o que penso a respeito do término do amor-ou de não ser amor por terminar.
Nunca amei,então,não tenho muito a declarar
O Amor é mais raro que o amolite - bem irônico se analisar o nome da pedra AMOlite. AMO-r ...
Será que tudo que é raro começa com AMO ?
Dizer te AMO não é raro.Dizer "Te amo" verdadeiramente,sim.E se não é verdadeiro,não tem valor.Por isso,não conta.Então,vamos considerar o "Te amo" também.
Conseguir uma AMOstra grátis também é difícil...bem raro,até. [hahaha]
AMOlecer - se tem de ficar mole é porque está duro,então também é meio difícil.
AMOssarmordiscar - Que palavra mais difícil!!!
eu AMO escrever,isso não é difícil,nem tão raro.
Mas o amor,o amar...isso sim,é um tanto raro,um tanto difícil de se conquistar,de sentir,de poder dizer com convicção que o se sente é amor...Por que, e se não for?

domingo, 15 de julho de 2012

Romantismo - Contra - Romantismo

O nome do texto : pois mesmo sendo uma contradição ao romantismo acabou sendo romântico também...então,não tem jeito mesmo : está em mim...


Sabe qual o problema de nós românticos?
A gente sempre acha que vai passar o resto da vida com aquela pessoa,só porque ela tem um sorriso bonito,porque o sorriso dela te faz sorrir junto,porque ela te abraça forte,de um jeito que ninguém mais abraça..
Mas não importa o quanto é bom.. a realidade é que as coisas mudam.
Mesmo que elas permaneçam,é sempre de um jeito diferente.
Eu poderia até encontr
ar alguém que mexesse comigo agora como nunca antes senti nada igual... mas isso muda.
Eu posso até continuar gostando dessa pessoa,mas daqui a um tempo não vai ser igual.
A essência é a mesma;o porquê de ter gostado daquela pessoa.Mas o motivo pode fugir às suas màos.. e nem por isso será ruim.
Será diferente.
Você vai conhecer outras faces daquela pessoa;
Descobrir mais coisas;
Se apaixonar por essas outras coisas.
Se mostrar de um jeito diferente;
Vai até fazer essa pessoa te odiar por uma ou duas horas...
Depois ela vai lembrar porque te ama.
E tudo vai ficar bem.
Isso é amor...neah?!

terça-feira, 10 de julho de 2012

De Charles Chapplin

Impressionante como mesmo depois de tanto tempo,esse texto ainda se encaixa a nossa sociedade.Ou seja,o problema sempre foi o ser humano...Embora haja algumas pessoas excepcionais que façam a verdadeira diferença.A verdade é que todos têm potencial e capacidade de fazer o melhor,porém poucos querem fazê-lo e é por isso que estamos como estamos...Chegamos onde chegamos.Mas onde?

"O caminho da vida pode ser o da liberdade e da beleza, porém nos extraviamos.

A cobiça envenou a alma dos homens... levantou no mundo as muralhas do ódios... e tem-nos feito marchar a passo de ganso para a miséria e morticínios.

Criamos a época da velocidade, mas nos sentimos enclausurados dentro dela. A máquina, que produz abundância, tem-nos deixado em penúria.

Nossos conhecimentos fizeram-nos céticos; nossa inteligência, empedernidos e cruéis. Pensamos em demasia e sentimos bem pouco.

Mais do que de máquinas, precisamos de humanidade. Mais do que de inteligência, precisamos de afeição e doçura. Sem essas virtudes, a vida será de violência e tudo será perdido".

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Razão ou emoção?

Quer saber de uma coisa?
Não tem problema se iludir...
Sonhar faz parte da vida,nós precisamos sonhar com algo antes de realizá-lo; e definitivamente,não é possível sonhar com os pés no chão.
Por isso...
Se para ser um pouco feliz é necessário iludir-se - se sonho é sinônimo de ilusão - eu confesso,sou a maior iludida.
A vida é feita para se viver e antes de tornar algo real precisamos fantasiar,para então alcançar,
Por que eu não posso querer algo utópico?
Se parar para pensar nem é tão difícil assim;é uma questão de vontade,neah?!
Você quer? Demorou! Eu quero também...Eu quero mais se você quer saber.
Preste atenção.Você é :
*Lindo;
*Gostoso;
*Legal;
*Interessante;
*Inteligente;
*Tentador.


Realmente ,só falta uma coisa para ser perfeito.Sabe o quê ? Eu ao seu lado!


Acontece que ...
"Não dá para não pensar em você,
Tá cada vez mais difícil não poder te ver.
O tempo e a distância entre nós não vão arrancar..
A vontade que eu tenho aqui no peito
De te amar."


Quando eu disse que tinha a impressão de que quando acordasse ainda não teria passado essa vontade de você,eu falei sério. (Eu nem quero que passe mesmo.)


"É o não querer mais que bem-querer[...]" - Isso é o amor? Segundo Camões,sim.Será? Ao menos se encaixa.


Quem disse mesmo que o amor é cego? Tem toda razão.Não consegue enxergar a distância,cara!


"Eu só quero que você saiba que eu estou pensando em você agora e sempre mais."


Olha aqui...Preste atenção:


Você- mora - no - meu - coração !

sábado, 16 de junho de 2012

Ame a água, Ame a vida !



Essa foi uma matéria sobre a água que eu fiz para o jornal da escola onde estudo.

Já pensou em ser um super-herói?
Você pode salvar o mundo,
Basta fechar a torneira.


- “O que eu sou sem a água?”
Essa é a pergunta que devemos fazer a nós mesmos quando deixamos uma torneira aberta por mais tempo do que o necessário, ou quando demoramos tanto tempo em um só banho que daria para todos os moradores de rua se banhar também.
E qual a resposta que obteremos com essa pergunta?
“NADA”...
... Não sérios nada sem água. A água é a base da vida, precisamos dela para cozinhar e ela é totalmente necessária no cultivo dos alimentos, ou seja, precisamos de água para TUDO. Somos formados e 70% de água e sem isso nosso organismo não funciona corretamente. Devemos beber 2,5 L de água por dia e embora a maioria não beba não é por falta de água, pois ela está lá. O problema é que num futuro não tão distante já não haverá água disponível para toda a população mundial, pois ao contrário do que muitas pessoas pensam, a água NÃO É  um bem inesgotável e mesmo que ainda não tenhamos sinais de que ela está acabando no nosso país, o Brasil, podemos ver que na África a falta de água mata milhões de pessoas por dia e muitas pessoas seqüestram e pedem, como resgate, galões de água, realmente, parece engraçado, mas na prática não é nem um pouco.

Devemos cuidar da água para que a tenhamos por mais tempo, para que possamos comer, beber, tomar banho e para que nossos filhos também possam conhecer esse mundo que apesar de tudo errado ainda tem suprido nossas necessidades básicas de sobrevivência. Vamos começar fechando as torneiras do bebedouro da escola, vamos tomar banho em menos tempo, vamos lavar o quintal com baldes e não com mangueiras, e para que escovar os dentes com a torneira aberta? VAMOS SALVAR O PLANETA DE NOSSAS PRÓPRIAS INCONSEQUÊNCIAS.

Sim, o futuro está logo adiante, e nós p construímos hoje. Acredito que todos nós queremos viver bem e felizes, mas para isso é preciso primariamente viver. Portanto, ECONOMIZE a água e ensine isso a outras pessoas, nós podemos sim salvar o mundo, a atitude começa dentro de cada um de nós e reflete para os que nos cercam e para os que cercam aqueles que nos cercam, alcançando assim, uma maior quantidade de pessoas a cada dia. Faça parte dessa corrente, entre nessa conosco e ajude-nos a construir um futuro melhor.

AVANTE LIGA DO BEM, PELA CONTINUIDADE DO MUNDO!

sábado, 12 de maio de 2012

Entre o Amor e Paixão



Amor se modifica,ele se adapta,ele supera...

Paixão é momentâneo,é passageiro,é impaciente;

tem que ser naquela hora,o amor espera.


O amor é pedir desculpas mesmo não estando errado.
A paixão é não aceitar estar errado e não pedir desculpa mesmo sabendo que está..
O amor é lindo
A paixão é fútil

O amor é generoso... A paixão é egoísta.
O amor é amor... e a paixão é ilusão!

quarta-feira, 25 de abril de 2012

PARE O VÍCIO ANTES QUE O VÍCIO TE PARE






Virou normal,
É ... Banalizou!
O mundo...
Pirou!
Em cada esquina,
Em cada canto,
Eu vejo gente cada vez mais se acabando
As drogas não escolhem ninguém,
Elas dominam sem olhar a quem...
Inconsequentes ou desinformadas,
Todas acabam do mesmo jeito : viciadas
Na vida a gente tem que escolher...
Se quer ir ou ficar
Qual vai ser?

Pare o vício antes que o vício te pare 2x

E o desespero da alma- humana -
Que vai queimando em fumaça branca
- mundana-
Queima. Queima instinto, neurônio, lembrança
Transforma em monstro, até a pobre criança
E de beco em beco, eu me pergunto, até quando isso vai continuar?
Até quando você vai deixar a droga te dominar?

Pare o vício antes que o vício te pare 2X

Pra tudo na vida existe saída,
Percorra seu caminho e seja forte...
Só não tem jeito pra morte!
Vai destruindo,
Vai corrompendo...
E cada vez mais pessoas por isso morrendo.
Pense na história que ainda pode ser vivida.
Pense no choro do filho.
Da mãe, da família.
Deixe de lado seu egoísmo, e salve sua vida
Antes que seja lembrado apenas como mais um suicida
Destrói lares,
Vidas e corações...
E nessa brincadeira já são milhões

Pare o vício antes que o vício de pare 2x

Vai te sugando...
Te enlouquecendo...
E tudo o que  é importante,
Você vai esquecendo..
E aquela sua liberdade
Você já nem acredita que era de verdade.
Acredite na força da vida que existe em você
Não deixe que as drogas te impeçam de vencer

Pare o vício antes que o vício te pare 2x

Independentemente da sua raça, do seu sexo e da sua cor...
Você se torna dependente,
Dessa perigosa e alucinante dor...
E lá no fundo você sabe que é errado...
Mas não se importa, afinal,
Isso é irado
Você se torna tão dependente que nem sente...
E isso é deprimente
E vai gostando dessa alucinação...
Criando uma certa obsessão
Já não percebe que isso tudo é ilusão

Pare o vício antes que o vício te pare 2x

Seus 15 minutos de glória e euforia
Levam sua vida , qualquer dia
E quando o efeito dessa droga cessa
A mente enfim se estressa
Criando o inferno em você
Te fazendo querer morrer,
Então você,
Indignado e estressado
Mais uma vez se livra disso drogado

Pare o vício antes que o vício te pare 2x

O mundo por si só já é muito triste
Veja quanta coisa errada nele existe
É hora de levantar, deixar o vício na sarjeta e dar a volta por cima
Levar os erros como aprendizado e não olhar pro passado que foi sua amarga sina
Cada um constrói a sua felicidade
Seja o escritor da sua liberdade
Você quer, você pode e você consegue...
O efeito passa e a vida segue.
Erga a cabeça e vamos nessa
Já passou da hora de você sair dessa.

Pare o vício antes que o vício te pare... 4x